UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 22 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JUCIENE DE MATOS BRAZ
14/01/2015 08:10


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JUCIENE DE MATOS BRAZ
DATA: 19/01/2015
HORA: 08:00
LOCAL: sala de aula 27 Centro de Pesquisas Biomédicas
TÍTULO: Produção de citocinas in vitro frente a novos antígenos numa área endêmica de Leishmaniose visceral
PALAVRAS-CHAVES: Leishmaniose visceral; antígenos; citocinas; vacina
PÁGINAS: 64
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Saúde Coletiva
RESUMO:

A leishmaniose ou calazar é uma doença negligenciada, emergente e fatal que afeta a população pobre em países em desenvolvimento. É citada como uma das doenças infecciosas com fracasso no controle devido à demora no tratamento e toxicidade, necessitando de novas estratégias para o controle da doença. As estratégias de controle disponíveis estão associadas a problemas como o custo, toxicidade e resistência do parasito às drogas o que tem aumentado a necessidade do desenvolvimento de uma vacina a fim de alcançar o controle e eliminação da doença. Nesse estudo, empregamos o ensaio do sangue periférico para avaliar as respostas de citocinas para 10 antígenos assim como do antígeno solúvel de Leishmania. Sendo assim, mensuramos as respostas de INF-γ, TNF-α e IL10 em células do sangue periférico estimulados com antígenos recombinantes e o antígeno solúvel de Leishmania em indivíduos com LV ativa (n=6), LV curado (n=7), DTH+ (n=7) e controles sadios (n=7). Na comparação das respostas ao longo de 72 horas, relacionado ao SLA, pós estimulação entre os grupos os resultados de média e desvio padrão mostraram que entre as citocinas analisadas o grupo DTH+ revelou significativa produção de INF-γ (1253,43 ± 1539,07pg/ml; p=0,037) e IL10 (576,85 ± 523,86pg/ml; p=0,011) comparando-o ao grupo controle sadio; geração TNF-α concomitante com INF-γ nos grupos LV ativa (873,04 ± 936,81; 231,06 ± 161,56pg/ml, respectivamente) e curado (1267,25 ± 1531,17; 544,86 ± 975,05pg/ml, respectivamente) ao passo que no grupo DTH+ (859 ± 1318,74; 1253,43 ± 1539,07pg/ml, respectivamente) não há essa relação. Ao avaliar a produção de citocinas em relação aos antígenos, altas razões de INF-γ/IL10 e TNF-α/IL10 observa-se nos pacientes com LV ativa frente aos estímulos dos antígenos CPB (p=0,041), A2 (p=0,014) e NS (p=0,022) comparando-se com os indivíduos assintomáticos DTH+. Neste estudo piloto, dentre os antígenos possíveis e melhores candidatos a vacinas encontramos que 5 (NH, KMP11, NS, A2MAT, 8NSA) produziram respostas ao INF-γ e TNF-α com alta porcentagem nos grupos curados e DTH+ acima de 40%.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 285930 - AMELIA MARIA RIBEIRO DE JESUS
Externo ao Programa - 2869587 - PATRICIA RODRIGUES MARQUES DE SOUZA
Externo ao Programa - 1977480 - PRISCILA LIMA DOS SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12692-c69972fb69