UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: THARCIANO LUIZ TEIXEIRA BRAGA DA SILVA
08/01/2015 11:35


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THARCIANO LUIZ TEIXEIRA BRAGA DA SILVA
DATA: 16/01/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Didática II Auditório do NPGED Campus de São Cristovão
TÍTULO: Efeitos do exercício resistido sobre a função vascular e pressão arterial em ratos: uma meta-análise
PALAVRAS-CHAVES: Exercício resistido; Ratos; Reatividade vascular; Pressão arterial.
PÁGINAS: 61
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Educação Física
RESUMO:

Os efeitos do exercício resistido sobre a saúde cardiovascular ainda não são totalmente esclarecidos e se apresentam de forma bastante controversa na literatura. Embora diversos estudos demonstrem a eficiência dos efeitos do exercício resistido sobre as vias metabólicas e cardiovasculares, ainda não estão compreendidos os eventos que envolvem o relaxamento vascular e a redução da pressão arterial. Esta tese é composta por dois capítulos, constituídos de dois artigos originais. O primeiro artigo, “Resistance exercise acutely enhances mesenteric artery insulin-induced relaxation in healthy rats”, no qual avaliou os efeitos agudos de uma sessão de exercício resistido sobre as ações vasculares da insulina em artéria mesentérica de ratos. Neste primeiro estudo foi demonstrado que uma sessão de exercício resistido aumentou o vasorelaxamento via PI3K/eNOS. Este aumento, se deve em parte a uma maior produção de NO, associado a um aumento da participação dos canais para K+ e da Na+/K+-ATPase. O segundo artigo, “Effects of resistance exercise on vascular function and blood pressure in rats: a meta-analysis”, investigou os efeitos do exercício resistido sobre a função vascular e pressão arterial em ratos. Treze estudos foram incluídos na amostra e dois revisores extraíram independentemente os dados. Os dados foram agrupados por meio de uma meta-análise. Nossa meta-análise demonstrou que o exercício resistido em ratos não altera a pD2 nos relaxamentos vasculares induzidos pela acetilcolina ou nitroprussiato de sódio. Por outro lado, o exercício resistido indicou ser eficaz em promover o relaxamento vascular máximo (p< 0,01). A meta-análise de todos os estudos selecionados que avaliaram a pressão arterial demonstrou uma redução (p< 0,01) da pressão arterial média (PAM) nos animais exercitados. Em adição, a análise de subgrupo apontou que o exercício de agachamento para ratos reduz (p< 0,01) a PAM. Da mesma forma, os baixos volumes de exercício resistido e as intensidades moderadas/altas são capazes de reduzir a PAM em ratos (p< 0,05; p< 0,001, respectivamente). Os resultados da presente meta-análise dão o suporte à hipótese de que o exercício resistido melhora a função vascular e reduz a pressão arterial em ratos. Coletivamente, estes achados sugerem que o exercício resistido em ratos é capaz de promover ajustes benéficos que atuam diretamente na saúde cardiovascular. As perspectivas destes achados favorecem orientações para os estudos clínicos que envolvam a prática do exercício resistido.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 3545451 - PAULO RICARDO SAQUETE MARTINS FILHO
Interno - 2013648 - VITOR OLIVEIRA CARVALHO
Externo ao Programa - 1849740 - ROGERIO BRANDAO WICHI

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5