UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 22 de Junho de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JACIELE DE OLIVEIRA DANTAS
17/12/2014 18:25


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JACIELE DE OLIVEIRA DANTAS
DATA: 18/12/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Sala Multiuso do PPEC
TÍTULO: Análise da riqueza, composição de espécies e atributos funcionais de liquens corticícolas ao longo de um gradiente borda-interior em remanescente de Caatinga
PALAVRAS-CHAVES: atributos funcionais, efeito de borda, fragmentação, liquens corticícolas
PÁGINAS: 18
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
SUBÁREA: Ecologia de Ecossistemas
RESUMO:

A fragmentação do habitat é uma das principais ameaças à biodiversidade. Um dos fatores que mais afetam um fragmento é o efeito de borda. As mudanças microclimáticas promovidas pela criação de bordas artificiais nas paisagens fragmentadas, principalmente na luz, umidade e temperatura, podem resultar em alterações na estrutura das comunidades liquênicas. Os liquens são uma associação entre um fungo com uma alga verde e/ou cianobactéria.Os atributos funcionais dos liquens também respondem a essas alterações e podem ser bons indicadores das condições ambientais das florestas. O objetivo deste projeto é verificar a riqueza e composição de espécies liquênicas, bem como seus atributos funcionais, ao longo de um gradiente borda/interior,em um remanescente de Caatinga arbórea, no estado de Sergipe, em função da luminosidade e Diâmetro à altura do peito (DAP). Serão testadas as seguintes hipóteses: H1- A composição da comunidade liquênica é alterada ao longo do gradiente de borda/interior, sendo a riqueza de espécies maior na borda do fragmento.H2-A maior riqueza de espécies de liquens crostosos será encontrada na área de maior luminosidade, em forófitos com maior DAP e pH da casca mais ácido.H3 -Os atributos funcionais dos liquens corticícolas crostosos variam ao longo do gradiente de borda.O estudo será realizado no Assentamento Santa Maria da Lage, localizado no município de Poço verde. A coleta das espécies de liquens corticícolas na área de estudo, será feita através da demarcação de 80 pontos distribuídos aleatoriamente através do programa ArcGis em diferentes distâncias da borda ao longo do fragmento.A cada distância delimitada, será escolhida a árvore mais próxima e que contenha liquens, totalizando 80 árvores, sendo cada uma delas uma unidade amostral. Os liquens serão coletados em todas as árvores com CAP > 6,0 cm. Em cada forófito, serão coletadosos talos liquênicos que estejam entre as alturas de 0,5m até 1, 50 m e medido em cada hospedeiro serão medidos pH, CAP (circunferência a altura do peito), elevação do local e anotado o nome vulgar da árvore ou nome da família.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - Aline Costa da Mota
Presidente - 1662824 - MARCELA EUGENIA DA SILVA CACERES
Interno - 1881178 - MARCOS VINICIUS MEIADO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15440-bf36319aa9