UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 22 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: ENALDO VIEIRA DE MELO
16/10/2014 08:02


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ENALDO VIEIRA DE MELO
DATA: 10/11/2014
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de aula Centro de Pesquisas Biomédicas
TÍTULO: Biomarcadores de evolução clínica e sCD40L no tratamento adjuvante da leishmaniose visceral humana com N-acetilcisteína
PALAVRAS-CHAVES: leishmaniose visceral; tratamento; NAC; biomarcadores; CD40 ligante solúvel.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

A leishmaniose visceral constitui-se um grave problema de saúde pública no mundo, demandando medidas eficazes no seu controle e tratamento. A terapêutica atual está longe de ser a ideal pela necessidade de tratamentos prolongados, desenvolvimento de resistência aos medicamentos e efeitos colaterais significativos. Desse modo a busca de novas opções terapêuticas além de avaliação da eficácia de terapêutica adjuvante é muito importante. O objetivo deste trabalho foi avaliar biomarcadores de evolução clínica e sCD40L no tratamento adjuvante da leishmaniose visceral humana com N-acetilcisteína.

A partir de um estudo de intervenção, tipo ensaio clínico, cego, aleatorizado, foram investigados 60 pacientes do Hospital Universitário com diagnóstico positivo para leishmaniose visceral aguda. Esses pacientes foram distribuídos em dois grupos de 30: Grupo Estudo – que fez uso do antimônio penta valente dose padrão complementado com o N-acetil-L-cisteina (NAC) e o Grupo Controle - que fez uso apenas do antimônio dose padrão. Os níveis séricos do ligante solúvel CD40L(sCD40L) foram significativamente maiores e com elevação ao longo do tempo mais acentuada no grupo SbV + NAC em relação ao grupo SbV. Do mesmo modo a dimensão de baço e níveis séricos de citocinas (TNF-α, IL-10, IL-12p40) diminuíram ao longo do tratamento nos dois grupos enquanto lado o número de neutrófilos aumentou. Os níveis de sCD40L reduziram significativamente em ambos os grupos a partir de 15 dias de tratamento, a partir de então sem variação significativa ao longo do tempo. Do mesmo modo os níveis de TNF-α, IL-10, IL-12p40 apresentaram um padrão de veriação similar no decorrer do tempo. Vários estudos da literatura assinalam a importância da interação CD40/SCD40L para uma efetiva resposta imune e que essa interação ocorre por meio de sinalização recíproca através de fosforilação da proteína quinase mitógeno induzida (MAPK) de MAPK p38 e ERK1/2. Outros estudos mostram como uma estratégia de evasão da resposta imune e o estabelecimento de infecção, a Leishmania inibe a sinalização p38MAPK acionada pelo CD40. E que o sistema redox de glutationa regula a produção de IL-12 induzida pela LPS através da ativação da p38 MPAK e, além disso, o efeito de iniciação de IFN-γ e a produção de IL-12 é em parte uma consequência do equilíbrio redox da glutationa.

Os resultados sugerem que a adição do NAC ao tratamento convencional melhora a reposta imunológica dos pacientes, sobretudo na diminuição dos níveis séricos de IL-10, IL-12p40 e na elevação da sDC40L que esa resposta ocorre já a partir de duas semanas. Postula-se que o NAC eleve os níveis de sCD40L com conseqüente aumento de IL-12 e espécies reativas de nitrogênio, e redução da hemeoxigenase 1 propiciando a resposta protetora Th1 através da ativação do MAPK p38 via o sistema redox de glutationa.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1070197 - CRISTIANE BANI CORREA
Externo ao Programa - 2869587 - PATRICIA RODRIGUES MARQUES DE SOUZA
Presidente - 285906 - ROQUE PACHECO DE ALMEIDA
Interno - 1511959 - TATIANA RODRIGUES DE MOURA
Externo à Instituição - VANESSA CARREGARO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12692-c69972fb69