UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: WHERISTON SILVA NERIS
26/08/2014 17:29


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: WHERISTON SILVA NERIS
DATA: 02/09/2014
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório da Pós-Graduação
TÍTULO: IGREJA E MISSÃO: religiosos e ação política no Brasil
PALAVRAS-CHAVES: Igreja Católica; Maranhão; Internacionalização; Politização; Engajamento Religioso.
PÁGINAS: 373
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
SUBÁREA: Outras Sociologias Específicas
RESUMO:

O presente trabalho tem por objeto o exame das mediações concretas por meio das quais certos membros do corpo clerical foram conduzidos a viver sua atividade profissional como diretamente política e socialmente engajada, tendo como referencial de análise um espaço empírico representado pelo Maranhão, a partir da segunda metade do século XX. Trata-se de investigar, mais particularmente, os contextos práticos, as configurações institucionais e as lógicas simultaneamente coletivas e individuais que favoreceram a transgressão de regras e os trânsitos de lógicas entre esferas de atividade, promovidos por determinados agentes que desafiaram as definições e os limites legítimos da ação religiosa católica. A escolha de um componente institucional distante de Roma e dos centros de decisão nacional da Igreja católica serviu então ao propósito de analisar, de uma perspectiva processual, localizada e microscópica, as modalidades concretas e contingentes de transação entre os fenômenos religiosos e políticos, atentando para as configurações históricas, sociais e institucionais particulares e, inclusive, os itinerários individuais e os discursos produzidos por uma pequena fração do métier eclesial que afrontou mais visivelmente essas fronteiras. O avanço na reconstituição dos processos de transformação institucional da Igreja através desse pequeno componente objetivado levou então a identificar três dimensões de análise importantes para tornar inteligível a politização do engajamento religioso de padres em seu contexto de possibilidade. No primeiro, ao reconstituir a gênese desse componente periférico da Igreja, tratou-se de analisar como essa Igreja foi sendo moldada continuamente pelas relações sociais estabelecidas em seu território, pela evolução dos efetivos e do seu arcabouço institucional, bem como pela sua crescente vinculação às novas orientações católicas em matéria pastoral, doutrinária e/ou litúrgica (primeiro capítulo). Por outro lado, analisando diversos fatores de renovação institucional do catolicismo em nível internacional, nacional e regional, o segundo nível de observação coloca o acento tanto sobre os efeitos da redefinição das fronteiras instituídas que separavam o clero dos leigos sobre a gestão dos bens religiosos, quanto sobre as condições que levaram a Igreja a se tornar um poderoso apoiador moral e organizacional de mobilizações e movimentos sociais no Maranhão (segundo capítulo). Em um terceiro nível de análise, o trabalho se concentra sobre a exploração dos efeitos diversos do estreitamento de vínculos da Igreja maranhense às redes transnacionais católicas, sobretudo através da desnacionalização dos efetivos clericais encarregados de cuidar da sua reprodução (correspondente ao terceiro e quarto capítulos). Em particular, nesse plano exploram-se tanto os efeitos dessa internacionalização sobre a valorização de novas formas de exercício do papel religioso no território missionário em pauta, quanto a compreensão da própria missão como um lugar de interpenetração de histórias, de recomposição identitária e de reinvenção prática do instituído. Esse estudo evidencia, assim, a diversidade de condições por meio das quais alguns religiosos se sentiram autorizados tanto a assumir o papel de porta-vozes e intérpretes do seu meio profissional, quanto a desempenhar o papel de intermediários primordiais de descontentamentos da população e de valores e ideais que transcendiam o seu metier.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1448425 - ERNESTO SEIDL
Interno - 1523397 - FERNANDA RIOS PETRARCA
Interno - 2512859 - FRANK NILTON MARCON
Externo à Instituição - IGOR GASTAL GRILL
Externo à Instituição - MARIO GRYNSZPAN

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5