UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 15 de Junho de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: DANIEL ALVARES SILVEIRA DE ASSIS
31/07/2014 07:37


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIEL ALVARES SILVEIRA DE ASSIS
DATA: 31/07/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Pólo de Gestão da POSGRAP/UFS
TÍTULO: ANÁLISE COMPARATIVA DA REPRODUÇÃO DA ESPÉCIE NATIVA Serrasalmus brandtii (LÜTKEN 1875) E DA INTRODUZIDA Metynnis maculatus (KNER 1858) EM RESPOSTA À ALTERAÇÃO HIDROLÓGICA NO BAIXO SÃO FRANCISCO
PALAVRAS-CHAVES: Serrasalminae, maturação gonadal, fecundidade, bioinvasão.
PÁGINAS: 47
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
SUBÁREA: Ecologia de Ecossistemas
RESUMO:

Na região neotropical, os principais estímulos reprodutivos para peixes são pluviometria, temperatura e cheia dos rios. Modificações das características ambientais em consequência das ações antrópicas interferem diretamente na reprodução. O objetivo do presente estudo foi comparar a reprodução de Serrasalmus brandtii (nativa) e Metynnis maculatus (introduzida) e sua relação com a modificação hidrológica em uma área do Baixo São Francisco. Coletas bimestrais ocorreram de agosto/2012 a dezembro/2013 na calha principal do rio, entre Propriá (SE) e Porto Real do Colégio (AL) com redes de espera de distintas malhas. Dados de pluviometria, temperatura, cota e vazão do rio também foram obtidos. Os espécimes foram medidos, pesados e dissecados para caracterização do estádio de maturação gonadal, peso das gônadas, fígado e gordura celômica para cálculo do índice gonadossomático (IGS), hepatossomático e de gordura celômica. Uma porção do ovário esquerdo foi dissociada para cálculos de fecundidade e medição de ovócitos. S. brandtii (109 fêmeas e 102 machos) não apresentou diferença significativa na razão sexual, diferente de M. maculatus (166 fêmeas e 259 machos), que apresentou 1.5 machos para cada fêmea (χ2: 20.3; p<0.01). A assincronia entre os sexos, ausência de picos reprodutivos e falta de correlação entre IGS e características ambientais observada para S. brandtii, indicam prejuízos procedentes da modificação hidrológica. O novo ambiente parece não ter sido uma barreira na sincronia (Spearman: 0.72; p<0.05) e no processo reprodutivo de M. maculatus. As pressões ambientais e a competição com espécies introduzidas podem ter resultado na maturação precoce de S. brandtii (fêmea: 105mm; macho: 92mm), para compensar os prejuízos à sua população. Apesar da semelhança no tamanho do ovócito e fecundidade relativa entre as espécies, a correlação positiva entre tamanho corporal e fecundidade absoluta (Pearson: 0.608; p<0.05) possibilitou um maior número de ovócitos para S. brandtii (U: 398; p<0.01), em virtude do seu maior porte. Ambas as espécies apresentaram estratégia oportunística, caracterizada pelo médio porte corporal e alto investimento reprodutivo, com desova parcelada, ovócitos pequenos e fecundidade relativa alta. A alta plasticidade de M. maculatus aliada à modificação fluvial facilitou seu estabelecimento. Existem registros de pelo menos outras 15 espécies introduzidas no São Francisco que demandam monitoramento das suas populações. Medidas preventivas devem ser adotadas para minimizar seus impactos causados à fauna nativa.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1687626 - MARCELO FULGENCIO GUEDES DE BRITO
Externo à Instituição - ANDRÉ LINCOLN BARROSO DE MAGALHÃES
Externo à Instituição - ERICA MARIA PELLEGRINI CARAMASCHI

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15368-99f189d34b