UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 23 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: GILZA DOS SANTOS
21/07/2014 10:03


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GILZA DOS SANTOS
DATA: 06/08/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Campus da Saúde, NPGME, Sala 27
TÍTULO: IMPACTO DA INTERVENÇÃO NUTRICIONAL NO TRATAMENTO DO SOBREPESO E OBESIDADE, EM ADULTOS ASSISTIDOS EM NÍVEL AMBULATORIAL
PALAVRAS-CHAVES: Descritores: Obesidade; Sobrepeso; Dieta; Anamnese Nutricional; Risco Cardiovascular.
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Nutrição
RESUMO:

Introdução: Sobrepeso e obesidade, são a quinta maior causa de risco de mortes no mundo. O tratamento inclui mudança para uma alimentação hipocalórica e nutritiva, manter o tratamento nutricional e orientação para prática de atividade física. A adesão do paciente é crucial ao tratamento da doença. Métodos: Este estudo foi realizado na cidade Aracaju-Se, Brasil, pelo ambulatório do Hospital Universitário de Sergipe e Clínica São Lucas, e avaliou o impacto da intervenção nutricional no tratamento do sobrepeso e obesidade, em adultos assistidos em nível ambulatorial. Foram avaliados 87 indivíduos, sendo divididos em dois grupos, Particular, (Clínica São Lucas) e Público, (Hospital Universitário), A comparação entre os grupos (Particular versus Público) foi realizada pelo teste t de Student para variáveis contínuas. O nível de confiança foi 0,05 e para os cálculos estatísticos o programa SPSS. Resultados: A média de idade no Grupo Particular foi 34 anos e Público 37 anos, a população avaliada era adulta. Predomínio do gênero feminino, 8 (72,7%) mulheres e 3 (27,3%) homens no Grupo Particular e 21 mulheres (100%) no Grupo Público. No Grupo Particular a perda de peso foi 81,81% (n=9), Público 85,71%(n=18), a redução na Circunferência da Cintura, do Grupo Particular foi de 38,09%(n=8) e Público 66,6%(n=14), já na Circunferência do Quadril, a redução do Grupo Particular foi de 63,63% (n=7) e Público 76,19%(n=16). Houve redução em ambos os grupos de valores nos resultados finais dos exames laboratoriais de glicemia, triglicerídeos, HDL, LDL. Observou-se um aumento bem significativo na ingestão de alimentos integrais, verduras, frutas e legumes e uma redução na ingestão de embutidos, enlatados, frituras, doces e salgados nos dois grupos. A Adesão ao tratamento nutricional até o final foi, 34,3% (n=11), do Grupo Particular e 65,62%, (n=21), do Grupo Público. Conclusão: Apesar da abrangência do conteúdo e do emprego de um método participativo de ambos os grupos, a adesão foi insuficiente para alterar significativamente os principais parâmetros dietéticos estudados. O aprofundamento da abordagem comportamental, continuada e multiprofissional deve ser objeto de mais investigações.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 426692 - ANTONIO CARLOS SOBRAL SOUSA
Interno - 1819141 - KIRIAQUE BARRA FERREIRA BARBOSA
Interno - 426411 - MANUEL HERMINIO DE AGUIAR OLIVEIRA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5