UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 24 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DIEGO LIMA FERREIRA
15/07/2014 18:59


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DIEGO LIMA FERREIRA
DATA: 30/08/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de reuniões do DCOS
TÍTULO: LIFECASTING: MOTIVAÇÃO E SUBJETIVIDADE
PALAVRAS-CHAVES: Lifecasting; Comunicação da Cultura; Motivação; Subjetividade
PÁGINAS: 30
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Comunicação
RESUMO:

A presente dissertação pretende estudar o lifecasting como fenômeno integrante da cultura contemporânea, em especial como mediação sócio-técnica, intensificada pelo aumento da velocidade da internet e por um conjunto de práticas específicas que vêm se desenvolvendo. A utilização do vídeo no dia a dia vai além dos sistemas de vigilância e surge como possibilidade de exposição de vidas privadas. Dentre as diferentes modalidades optou-se por estudar a do tipo “24/7”, ou seja, a transmissão ininterrupta, 24 horas, da vida do lifecaster. As perguntas da pesquisa são: Quais as motivações que levam alguém (um lifecaster) a ter a sua vida transmitida 24 horas por dia em rede aberta de comunicação (internet)? Quais as motivações que levam outros indivíduos a interagirem com os lifecasters através de chats e redes sociais? Existem implicações de ordem econômico financeiras envolvidas nessas transmissões? Até que ponto a exposição “24/7” interfere na construção de subjetividades para o lifecaster? Para tanto parte-se da hipótese de que: O lifecasting é uma atividade que visa sobretudo a interação com um grupo de indivíduos cujas afinidades e relações vão sendo aprofundadas sem a necessidade da presença física. O desenvolvimento da pesquisa articula-se às discussões de Síbilia (2008), Bruno (2014), Weissberg (2000), Bermúdez (2011), Arsenaut e Castells (2008) neste primeiro momento. A metodologia utilizada será a pesquisa qualitativa, na forma de um estudo de caso, que emprega a técnica de aplicação de entrevistas semi estruturadas aos lifecasters e aos seus seguidores, cujo conteúdo será tabulado, categorizado e analisado. Para a qualificação apresentam-se dois capítulos: Capítulo 1 – Lifecasting e Capítulo 2 – Motivação e Subjetividade na Internet e os dados dos lifecasters que serão analisados no Capítulo 3 - O Lifecasting de Frank Taylor e JanBilly, todos formatados de acordo com as normas do PPGCOM/UFS que preveem o máximo de 30 páginas para o texto a ser encaminhado para a qualificação. Estão anexados, ainda, a proposta de Sumário da Dissertação e a Bibliografia selecionada para a segunda etapa da pesquisa.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2184482 - LILIAN CRISTINA MONTEIRO FRANCA
Interno - 1247260 - FERNANDO LUIZ ALVES BARROSO
Externo à Instituição - FERNANDA GLÓRIA BRUNO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5