UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: BRUNO DA SILVA TAVARES
13/06/2014 12:09


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRUNO DA SILVA TAVARES
DATA: 30/06/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório Pólo Pós-Graduação
TÍTULO: PLURALIDADE NA COBERTURA DO JORNAL NACIONAL SOBRE OS PREPARATIVOS PARA COPA DO MUNDO 2014: Avaliação da conformidade do conteúdo jornalístico com as garantias do documento editorial da Globo
PALAVRAS-CHAVES: Jornalismo; pluralidade; Princípios Editoriais; accountability; Rede Globo.
PÁGINAS: 135
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Comunicação
SUBÁREA: Jornalismo e Editoração
ESPECIALIDADE: Organização Editorial de Jornais
RESUMO:

Esta dissertação tem como objetivo avaliar o grau de conformidade da cobertura do Jornal Nacional com os requisitos de pluralidade assegurados no documento “Princípios Editoriais das Organizações Globo”, na cobertura dos preparativos para os eventos Copa do Mundo e Copa das Confederações. O trabalho está dividido em duas partes: na primeira é discutida a noção de pluralidade no jornalismo; como este valor está relacionado com o modelo pluralista das teorias democráticas; em qual conjuntura política esta exigência da atividade jornalística ajuda a legitimar o jornalismo como fórum de mediação de posicionamentos diversos e antagônicos. Em paralelo, identificamos o documento de orientação editorial da Rede Globo como ferramenta de processos de accountability, que possibilita a fiscalização do conteúdo jornalístico por parte dos usuários, de modo a verificar se a empresa entrega aquilo que assegura produzir. Os dispositivos orientados para cobrar publicidade dos processos jornalísticos e responsabilização dos que produzem um serviço de natureza pública são entendidos como uma via de fortalecimento da relação produtor-usuário, que concorre para ampliação da responsabilidade social da atividade. Para avaliação da pluralidade, foi empregada uma metodologia, desenvolvida no âmbito do Programa de Pesquisa em Qualidade, Inovação e Tecnologia Aplicadas ao Jornalismo (Qualijor), que avaliou dois aspectos da empresa: o documento de princípios editoriais da Globo; e a cobertura do Jornal Nacional sobre os preparativos dos eventos citados, no tocante ao respeito aos requisitos e à condição para uma cobertura plural: 1) autonomia do veículo em relação às partes; 2) acessibilidade ao debate pelos agentes potencialmente envolvidos; 3) equilíbrio na participação dos envolvidos e 4) responsividade entre as partes e seus pontos de vista. A Rede Globo, enquanto parceira da FIFA e promotora da realização da Copa do Mundo, sedia o debate sobre o evento em seu telejornal, mas é também parte interessada, configurando assim, uma situação de conflito de interesses que põe em xeque a condição elementar para promoção de uma cobertura plural, contradizendo garantias previstas em seu documento. Neste cenário, a pesquisa apura indícios de assimetria entre o que é garantido e o que, de fato, é oferecido pelo jornalismo da emissora no tocante à pluralidade, sugerindo assim, a ampliação no debate sobre mecanismos de fiscalização do conteúdo jornalístico em razão da qualidade pretendida por seus produtores.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1228210 - JOSENILDO LUIZ GUERRA
Interno - 2021308 - EDNA MIOLA
Externo à Instituição - LIZIANE SOARES GUAZINA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307