UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 23 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LENISE DE ALBUQUERQUE FRANCO
23/05/2014 11:12


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LENISE DE ALBUQUERQUE FRANCO
DATA: 10/06/2014
HORA: 15:00
LOCAL: sala 27 Centro de Pesquisas Biomédicas
TÍTULO: Reações Adversas à Poliquimioterapia em Hanseníase
PALAVRAS-CHAVES: Hanseníase; efeitos adversos; tratamento; poliquimioterapia.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

A Hanseníase é uma doença infecciosa crônica, lentamente progressiva, causada pelo bacilo Mycobacterium leprae (M. leprae), de evolução potencialmente grave, mutilante e estigmatizante. Representa um grande problema de saúde pública em países da Ásia, América Latina e África. Desde 1982, a Organização Mundial de Saúde (OMS) preconizou a poliquimioterapia (PQT) com a combinação de três drogas (rifampicina, clofazimina e dapsona) nos casos multibacilares, e de duas, para os paucibacilares (rifampicina e dapsona). O diagnóstico e a poliquimioterapia (PQT) precoces são as estratégias mais importantes para eliminar a hanseníase como problema de saúde pública e reduzir sua morbidade. As reações adversas às drogas utilizadas na poliquimioterapia (PQT) constituem uma das causas de irregularidade ou abandono do tratamento. Diante disso, o presente estudo teve como objetivos: 1)) Descrever a frequência e tipos de efeitos adversos às drogas usadas na poliquimioterapia (PQT) em dois centros de referência do tratamento de hanseníase; 2) Associar os efeitos adversos mais comuns a parâmetros clínicos e epidemiológicos; 3) Analisar a influência dos efeitos adversos na aderência ao tratamento, resposta terapêutica e ocorrência de reações hansênicas. Foi realizado estudo prospectivo, com avaliação mensal dos pacientes de dois centros de tratamento de hanseníase, o ambulatório do projeto (Des)Mancha-Sergipe do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe e no Centro de Referência em Hanseníase do CEMAR (Centro de Especialidades Médicas de Aracaju), no período de Novembro de 2011 a Maio de 2014. Dados demográficos, clínicos, epidemiológicos e laboratoriais foram coletados em avaliações mensais, para investigação de efeitos adversos e sua relação com forma clínica da doença, resposta terapêutica, ocorrência de reações hansênicas e aderência ao tratamento. O número de pacientes acompanhados foi 119 nos 2 centros. As reações adversas ao tratamento da PQT mostraram-se frequentes, com predomínio dos efeitos cutâneos relacionados à clofazimina, como ictiose/ xerose (70,6%) e pigmentação da pele (65,5%), seguidos pela anemia relacionada à dapsona (62,2%). Efeitos adversos graves foram detectados, a exemplo da síndrome de reação à droga com eosinofilia e sintomas sistêmicos (DRESS), observada em 03 pacientes, que requereu suspensão da PQT e substituição da Dapsona por outra droga, além de anemia hemolítica e hepatite medicamentosa. Observou-se associação de eventos adversos à PQT com o sexo feminino, faixa etária, classificação operacional e ocorrência de reação hansênica. Não houve associação entre estado nutricional e ocorrência de reações adversas. Também não se observou repercussão dos eventos adversos na aderência ao tratamento ou na resposta terapêutica. Verificou-se que o estudo das reações adversas às drogas envolvidas na PQT é complexo, envolvendo questões relacionadas ao metabolismo das drogas, interação medicamentosa entre elas e, possivelmente, com outras drogas das quais os pacientes possam fazer uso, além de terem associação com parâmetros epidemiológicos e clínicos, como sexo, faixa etária, classificação operacional, mecanismos imunológicos e desenvolvimento de reações hansênicas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 426722 - ANGELA MARIA DA SILVA
Interno - 285906 - ROQUE PACHECO DE ALMEIDA
Externo ao Programa - 1963336 - SHEILA SCHNEIBERG VALENCA DIAS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5