UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: WESLEY PEREIRA DE CASTRO
02/04/2014 13:50


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: WESLEY PEREIRA DE CASTRO
DATA: 24/04/2014
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do polo de pós-graduação
TÍTULO: INTERSTÍCIOS DA PORNOCHANCHADA BRASILEIRA: Relações Ambíguas entre Vendabilidade e Contestação Política nos Filmes Produzidos pela Boca do Lixo na Primeira Metade da Década de 1980.
PALAVRAS-CHAVES: Boca do Lixo – ditadura militar – pornochanchada – vendabilidade – contestação política – década de 1980
PÁGINAS: 107
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Comunicação
RESUMO:

O trabalho dissertativo ora apresentado tem como objetivo trazer à luz acadêmica algumas questões de sumo interesse para os comunicólogos que se debruçam sobre as contradições elementares do cinema brasileiro, atravessado por um traço perene de subdesenvolvimento, conforme alegou o crítico Paulo Emílio Salles Gomes. O foco da pesquisa é o cinema produzido na região paulistana da Boca do Lixo, precisamente entre os anos de 1980 e 1985, quando os cineastas lá estabelecidos haviam conseguido fixar algumas marcas autorais atreladas a um modelo de produção deveras particular, autoralidade que foi progressivamente extinta pela introdução massiva dos filmes de sexo explícito durante a reabertura política do Brasil, o que, de fato, culminou na decadência definitiva da região, hoje conhecida pelo apelido ainda mais demeritório de Cracolândia. Se, desde o final da década de 1960, o quadrilátero regional batizado pelos policiais de Boca do Lixo (por causa do sobejo de atividades criminais, predominantemente relacionadas à prostituição) se destacava por sediar algumas importantes empresas produtoras de cinema do país – inclusive, a Cinedistri, que, em 1962, orgulhou-se de ter produzido o vencedor da Palma de Ouro no Festival Internacional de Cinema de Cannes, “O Pagador de Promessas” (dirigido por Anselmo Duarte) – na primeira metade da década de 1980, as carreiras dos diretores que se consolidaram a partir do ciclo comercialmente bem-sucedido das pornochanchadas foram ameaçadas tanto pela perseguição inclemente da censura militar e da imprensa preconceituosa do período quanto pelas exigências cada vez mais impositivas dos ditames pornográficos advindos da penetração de cinematografias estrangeiras. As estratégias encontradas pelos cineastas da Boca do Lixo para resguardarem seus traços estilísticos ao mesmo tempo em que atendiam às obrigações por vendabilidade e filiavam-se aos clamores contestatórios do período é o que se tentou perscrutar nesta pesquisa.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1200318 - ROMERO JUNIOR VENANCIO SILVA
Interno - 308938 - SONIA AGUIAR LOPES
Presidente - 2212799 - VERLANE ARAGAO SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307