UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 28 de Janeiro de 2023

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DANIELA VENCESLAU BITENCOURT
14/03/2014 10:30


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIELA VENCESLAU BITENCOURT
DATA: 29/03/2014
HORA: 09:00
LOCAL: PRODEMA
TÍTULO: GESTÃO SOCIAL: PROTAGONISTAS E COADJUVANTES NOS TERRITORIOS PETROLIFEROS DE SERGIPE
PALAVRAS-CHAVES: Gestão Social. Território petrolífero. Desenvolvimento Humano
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

O setor de petróleo é uma das áreas mais dinâmicas da economia nacional, gerando impactos não só em questões políticas, econômicas e sociais, mas também configurando espaços de poder, nos quais os atores sociais se movem e criam interconexões. A gestão social surge como elemento fundamental para a compreensão dos impactos da atividade petrolífera na vida das pessoas, principalmente nas comunidades dos municípios petrolíferos. Esta tessitura analisa a gestão social no processo de desenvolvimento humano nos territórios petrolíferos de Sergipe. Levando em consideração a proposta e os objetivos do trabalho, três categorias emergem para o debate que aqui se buscará construir, são elas:gestão social, desenvolvimento humano e território petrolífero. A Gestão Social vem se constituindo num campo de informação científica com embasamentos teórico-metodológicos e pode ser compreendida como a construção de inúmeros espaços para a interação social, a participação coletiva livre de coerção em que todos possam se manifestar. A área de estudo abrange os territórios petrolíferos sergipanos de Carmópolis e Pirambu. Utiliza-se dos métodos dialético e comparativo, de natureza qualitativa e quantitativa com o uso de questionários e entrevistas semiestruturada definidos por meio de amostra probabilística. Desta forma ressalta-se a importância de refletir sobre mecanismos de gestão capazes de transformar recursos financeiros em ações construtoras de uma vida melhor para todos, propondo alternativas que possam ser aplicadas à dinâmica social dos territórios petrolíferos sergipanos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 3185055 - GICÉLIA MENDES DA SILVA
Interno - 2222763 - MARIA JOSE NASCIMENTO SOARES
Externo ao Programa - 426291 - NAPOLEAO DOS SANTOS QUEIROZ
Externo ao Programa - 1254765 - ROSALVO FERREIRA SANTOS
Interno - 279481 - ROSEMERI MELO E SOUZA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2023 - UFRN v3.5.16 -r18277-8067e35817