UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 29 de Janeiro de 2023

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: BRUNO JACKSON MELO DE ALMEIDA
12/02/2014 10:26


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRUNO JACKSON MELO DE ALMEIDA
DATA: 27/02/2014
HORA: 09:00
LOCAL: DBI Sala 09A
TÍTULO: AVIFAUNA AQUÁTICA DOS AMBIENTES COSTEIROS DE SERGIPE: POTENCIAL USO COMO INDICADORES AMBIENTAIS
PALAVRAS-CHAVES: Avifauna, litoral, conservação, manejo, população, Sergipe
PÁGINAS: 29
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Zoologia
SUBÁREA: Zoologia Aplicada
ESPECIALIDADE: Conservação das Espécies Animais
RESUMO:

As aves são consideradas como excelentes indicadores das condições ambientais, principalmente por apresentarem fácil visualização, classificação taxonômica relativamente bem estabelecida, além de constar nas manifestações culturais de diversas civilizações, o que demonstra o fascínio e forte ligação do homem com esses belos animais. Em função dessas e de outras características, as aves têm sido cada vez mais utilizadas como instrumentos de monitoramento e de identificação de áreas de relevância ambiental, tais como em programas internacionais (IBAS, sítios WHSRN e Sítios Ramsar). O presente estudo tem por finalidade trazer informações sobre as populações de aves aquáticas registradas para os ambientes costeiros de Sergipe. De forma a se possibilitar reconhecer a importância relativa de áreas sergipanas para essas populações, reconhecendo os locais de concentração e maior representatividade, contribuindo com subsídios para implementação de políticas públicas e de conservação para o monitoramento dessas populações. Até o momento, a pesquisa já registrou 11 Ordens, 26 Famílias e 93 espécies de aves aquáticas. Dentre estas, destacam-se os grupos migratórios formados principalmente pelos Charadriiformes (famílias Charadriidae, Scolopacidae e Sternidae). Dentre as aves aquáticas residentes, destacam-se as garças e socós (Pelecaniformes, família Ardeidae) e os marrecos (Anseriformes, família Anatidae). As atividades de campo possibilitarão reconhecer as principais áreas de ocorrência, fornecendo condições para subsidiar políticas de conservação e/ou restrição de ações impactantes que possam afetar diretamente as condições naturais associadas às populações de aves aquáticas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1153037 - STEPHEN FRANCIS FERRARI
Externo ao Programa - 639.686.220-49 - JOCIERY EINHARDT VERGARA PARENTE
Externo ao Programa - 2019114 - SIDNEY FEITOSA GOUVEIA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2023 - UFRN v3.5.16 -r18277-8067e35817