UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 24 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: LUCIANA DUARTE CALDAS
11/02/2014 13:04


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCIANA DUARTE CALDAS
DATA: 26/02/2014
HORA: 08:00
LOCAL: Sala 5 do Prédio de Didática VI - HU
TÍTULO: Percepção estética da dimensão estômio-mento para a harmonia facial
PALAVRAS-CHAVES: Anomalia dentofacial; Cirurgia Ortognática; Face
PÁGINAS: 66
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
SUBÁREA: Clínica Odontológica
RESUMO:

A harmonia facial caracteriza-se pela boa proporcionalidade entre os terços faciais e pode ser observada nas pessoas, tanto numa vista frontal quanto de perfil. Nas últimas décadas, o impacto da beleza sobre a sociedade tornou-se algo de grande relevância, e merece ser apreciado com mais ênfase, destacando a influência que diferentes estruturas podem causar nos padrões da atratividade e harmonia facial, dentre elas a dimensão estômio-mento (St-Me). Dessa forma, este trabalho teve como objetivo investigar qual o impacto que diferentes dimensões St-Me causam sobre a estética facial utilizando-se da fotometria. Foram selecionados quatro modelos, duas mulheres e dois homens, divididos em leucodermas e melanodermas, todos harmônicos, simétricos, mesofaciais e com perfil reto. Foram realizadas imagens fotográficas em norma frontal e de perfil, e oito novas imagens de cada modelo, a partir das originais, foram geradas e trabalhadas no computador. As imagens originais foram aumentadas e diminuídas, vertical e simetricamente, em 10 e 20% da dimensão St-Me, perfazendo um total de 40 imagens. A análise das imagens foi feita por quatro grupos de avaliadores (40 cirurgiões bucomaxilofaciais, 40 ortodontistas e 80 leigos divididos de acordo com o grau de escolaridade) por meio de uma escala visual analógica quanto a atratividade. Foi aplicada a análise de variância (ANOVA) com teste de Tukey com intervalo de confiança de 95% para investigação do grau de atratividade. Os resultados demonstraram que as imagens originais foram significativamente mais atrativas que as demais, tanto em perfil quanto na vista frontal. Ao se dividirem os modelos por gênero, observou-se que as imagens frontais com diminuição de 10% da dimensão St-Me nos homens foram tão atrativas quanto as originais. Para as mulheres, as imagens com redução em 10% foram mais estéticas que as aumentadas numa mesma proporção, tanto numa vista frontal quanto de perfil. Quando os modelos foram divididos por raça, os leucodermas não apresentaram diferença entre as imagens originais e as reduzidas em 10%, tanto na vista frontal quanto de perfil, e os melanodermas apresentaram igualdade estética entre as imagens originais e distorcidas em +10% em norma frontal. Ao realizar a estratificação dos grupos por tipo do avaliador, os cirurgiões bucomaxilofaciais e ortodontistas foram congruentes quanto aos padrões de beleza. As imagens originais foram as mais atrativas e quanto maior a distorção, pior os valores de preferência estética. No grupo dos avaliadores leigos, para os que apresentaram apenas o segundo grau não houve diferença entre as imagens originais e as manipuladas em 10% numa vista frontal. Para os que possuíam o terceiro grau, as imagens originais e com distorção -10% foram mais estéticas comparadas a +10%. Entretanto, apenas os leigos com o segundo grau não mostraram diferença entre as imagens com redução em 10% e as originais em perfil. Assim sendo, este trabalho considerou que cirurgiões e ortodontistas apresentam julgamentos e preferências quanto à atratividade semelhantes comparados aos leigos, independente do seu grau de escolaridade, mas todos os grupos de avaliadores foram concordantes que o padrão facial com terços proporcionais e harmônicos, é o mais estético e, quanto menos proporcional for a dimensão St-Me para a face, menor será a atratividade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1545039 - BERNARDO FERREIRA BRASILEIRO
Interno - 1213791 - LUIZ CARLOS FERREIRA DA SILVA
Externo à Instituição - LUIZ GUILHERME MARTINS MAIA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5