UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: THALYTA DOS SANTOS ALMEIDA
10/02/2014 11:59


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THALYTA DOS SANTOS ALMEIDA
DATA: 26/02/2014
HORA: 08:30
LOCAL: SALA 2 - NEREN
TÍTULO: Bioatividade de óleos essenciais de Eucalyptus spp. à Leptocybe invasa (Fisher & La Salle, 2004)
PALAVRAS-CHAVES: inseticida natural, controle de insetos, vespa-da-galha.
PÁGINAS: 54
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

O uso dos óleos essenciais como alternativa para o manejo de insetos considerados pragas têm sido largamente pesquisado e, caracterizado como um método promissor, levando-se em conta que estes metabolitos secundários detém substâncias bioativas com diversas funções, incluindo a atração e defesa. A vespa-da-galha,Leptocybe invasa Fisher & La Salle atualmente é uma das principais pragas do eucalipto, mas o seu ataque está restrito à algumas espécies e híbridos. Desse modo, o presente trabalho supõe que a preferência dos insetos esteja atrelada às substâncias secundárias e, portanto objetivou-se em: i) notificar a presença da vespa-da-galha no território sergipano; ii) classificar os híbridos de Eucalyptus quanto a sua susceptibilidade ao inseto; iii) avaliar os efeitos atraentes e, ou repelentes dos óleos essenciais de Eucalyptus spp. considerados resistentes e susceptíveis à vespa-da-galha sobre os próprios indivíduos de L. invasa. A avaliação de susceptibilidade foi realizada através da visualização de dez mudas de seis clones comerciais deEucalyptus, estimando-se a porcentagem de ataque em relação a presença de galhas, e por fim, atribuindo o grau de susceptibilidade dos clones. Os óleos essenciais foram extraídos pelo método de hidrodestilação, utilizando o aparelho de Clevenger, durante 180 minutos. A atividade inseticida foi determinada através de bioensaios com aplicação tópica e por contato com papel contaminado. Para avaliar a provável atração aos óleos essenciais foi utilizado um bioensaio com chance de escolha utilizando arenas de acrílico formadas por quatro caixas, interligadas simetricamente a caixa central por tubos de plástico. Os bioensaios foram conduzidos em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial (clone x concentração), sendo as médias comparadas pelo teste Scott-Knott, utilizando o programa Sisvar. Já os valores de mortalidade, foram corrigidos pela mortalidade da testemunha utilizando-se a fórmula de Abbott e, posteriormente submetidos a análise de Probit, utilizando-se o programa estatístico SAS. Quanto ao grau de susceptibilidade, as mudas oriundas do mesmo material genético divergiram no nível de susceptibilidade, ressaltando que possivelmente as características ambientais interfiram na preferência dos insetos aos híbridos de eucalipto, em relação aos óleos essenciais analisados estes apresentaram alta toxidade, sendo que os óleos oriundos dos híbridos susceptíveis também apresentaram efeito repelente aos indivíduos adultos de L. invasa.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1352277 - GENESIO TAMARA RIBEIRO
Externo à Instituição - JOSÉ COLA ZANUNCIO
Externo à Instituição - TAREZINHA VINHA ZANUNCIO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e