UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: RODRIGO PEREIRA ALVES
05/02/2014 09:45


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RODRIGO PEREIRA ALVES
DATA: 24/02/2014
HORA: 09:00
LOCAL: SALA 2 - NEREN
TÍTULO: Caracterização morfológica, agronômica e bioquímica de germoplasma de batata doce.
PALAVRAS-CHAVES: Ipomoea batatas, descritores, diversidade, amido, amilose, etanol.
PÁGINAS: 58
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

A batata-doce (Ipomoea batatas L.) é uma espécie dicotiledônea da família Convolvulaceae, cultivada em todo o mundo, pois apresenta relativamente baixo custo de produção e retorno econômico elevado, sendo bastante disseminada pelos pequenos agricultores. Pode ser aproveitada na alimentação humana e animal e na produção de etanol. Dentre as culturas amiláceas, a batata-doce, é considerada com potencial para produzir etanol. O trabalho teve como objetivo, caracterizar através de marcadores morfológicos, agronômicos e bioquímicos acessos de batata-doce do Banco Ativo de Germoplasma da UFS. O experimento foi conduzido na Fazenda Experimental “Campus Rural” da UFS, localizada no município de São Cristovão – SE, utilizando o delineamento experimental em blocos casualizados testando setenta e três acessos de batata-doce, sendo duas repetições, com quatro plantas por parcela, totalizando cento e quarenta e seis tratamentos. Na caracterização morfo-agronômica verificou-se que os descritores de folha proporcionaram a variabilidade entre os acessos. Observou-se também que a maioria dos acessos apresentou resistência a insetos de solo. A massa fresca e seca de parte aérea apresentou resultados variando de 0,45 t ha-1 a 12,16 t ha-1 e 0,17 t ha-1 a 2,71 t ha-1, respectivamente. Para a variável produtividade total de raízes, os valores variaram de 1,20 a 10,89 t ha-1. Os acessos demonstraram resultados excelentes para o teor de massa seca de raiz com média de 30,77%. O teor de amido variou entre 11,56 e 27,07%, o rendimento de amido por hectare ficou entre 0,30 a 2,39 t ha-1 e o teor de amilose apresentou-se com valores entre 11,57 a 32,72 %. Enquanto que o rendimento de etanol em litros por hectare variou entre 198 a 1.576 L ha-1, o rendimento de etanol em litros por tonelada apresentou média de 142,67 L t-1. Os resultados mostraram que o Banco Ativo de Germoplasma da UFS apresenta uma grande variabilidade fenotípica e genética, já que os acessos demonstraram diferentes aptidões.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2241349 - ARIE FITZGERALD BLANK
Externo ao Programa - 2208516 - ROBERTA PEREIRA MIRANDA FERNANDES
Externo à Instituição - RENATO INNECCO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e