UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Junho de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RONY PETERSON SANTOS ALMEIDA
04/02/2014 11:13


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RONY PETERSON SANTOS ALMEIDA
DATA: 19/02/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Sala Multiuso do PPEC
TÍTULO: FORMIGAS E O CÓDIGO FLORESTAL: COMPARANDO ÁREASDE PRESERVAÇÃO PERMANENTE (APP) E RESERVA LEGAL (RL)
PALAVRAS-CHAVES: Ecologia de formigas, Winkler, Mata Atlântica
PÁGINAS: 23
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
SUBÁREA: Ecologia de Ecossistemas
RESUMO:

As recentes propostas de modificação do Código Florestal, especialmente aquelas que venham a reduzir a área de Área de Preservação Permanente (APP) e Reserva Legal (RL) podem trazer impactos negativos sobre as funções ecológicas que tais áreas desempenham. Entretanto, pouco se sabe a respeito da real função ecológica de APPs e RLs para a manutenção da biodiversidade. Em diversos ambientes as formigas são um grupo dominante, ocupando todos os espaços disponíveis, de maneira que quanto mais heterogêneo e/ou complexo for a estrutura da vegetação, maior será a riqueza dos formicídeos. Assim, o objetivo desse trabalho é auxiliar no entendimento de um dos grandes dilemas do novo código florestal sobre se RL e APPs podem ser consideradas áreas similares para a conservação da biodiversidade em propriedades rurais, utilizando formigas como bioindicadores. Serão testadas as seguintes hipóteses: (1) APPs e RLs diferem na composição de espécies de formigas; (2) Áreas com maior complexidade ambiental (densidade de árvores e cobertura de dossel) terão maior riqueza de formigas. O estudo será conduzido em oito diferentes propriedades rurais e duas Unidades de Conservação sob o domínio de Mata Atlântica em Sergipe. Em cada propriedade serão estabelecidos 2 transectos de coleta, sendo 1 na RL e outro na APP, com 30 pontos de amostragem cada transecto, espaçados 10m. Cada ponto amostral será constituído de uma parcela de 5 x 5 m de onde serão estabelecidos o número de indivíduos arbóreos com mais de 15cm de DAP, a porcentagem de cobertura de dossel, utilizando um densiômetro esférico convexo de Lemmon. Além disso, no centro de cada parcela será retirada uma amostra de 1m² de serapilheira que será peneirada e transferida para o extrator de winkler por 48h. A riqueza e composição das formigas será comparada entre APPs e RLs por meio de teste Wilcoxon e análise de escalonamento multidimensional não-métrico (NMDS), respectivamente.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 638.148.201-00 - ADENIR VIEIRA TEODORO
Presidente - 1674021 - LEANDRO DE SOUSA SOUTO
Externo ao Programa - 1698490 - YANA TEIXEIRA DOS REIS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15440-bf36319aa9