UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 08 de Fevereiro de 2023

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: GIVALDO BARBOSA DA SILVA
20/01/2014 15:28


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GIVALDO BARBOSA DA SILVA
DATA: 21/02/2014
HORA: 09:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO PÓLO DE PÓS-GRADUAÇÃO
TÍTULO: AS CERTIFICAÇÕES COMO INSTRUMENTO ÉTICO DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL NA CONSTRUÇÃO CIVIL
PALAVRAS-CHAVES: Natureza. Ética. Sustentabilidade Ambiental. Certificação Ambiental.
PÁGINAS: 337
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Esta pesquisa tem como objeto de estudo as certificações ambientais para edificações como um instrumento da sustentabilidade sob a perspectiva da ética ambiental. O intuito écontribuir para o avanço do conhecimento no campo da construção civil, de modo particular, na sua modernização, através de certificados de sustentabilidade no Brasil, e observar como essa metodologia pode contribuir para a melhoria da qualidade ambiental dos espaços urbanos. Desse modo, a tese foi estruturada, basicamente, em cinco abordagens ou capítulos. O primeiro capítulo, de caráter teórico, foca em três categorias analíticas: natureza, ética e sustentabilidade ambiental, as quais juntas formam o lastro conceitual de conexão entre todos os temas tratados. O conceito de natureza foi analisado a partir da modernidade, buscando-se entender como esta passou a determinar os rumos da própria existência humana e como foi inserida na sociedade e no espaço urbano. Aqui, o estudo da ética centra-se no desafio de equacionar os dilemas contemporâneos, frente aos avanços tecnocientíficos, no embate entre o homem e os danos ambientais. O tema da sustentabilidade ambiental está construído na problematização dos diversos sentidos que envolvem esta questão, no contraponto entre sustentabilidade e desenvolvimento sustentável, em estabelecer suas extensões, superposições e divergências entre estes dois conceitos. O segundo capítulotrata da construção do espaço da cidade sustentável, desde suas bases histórico/urbanas até a influência dos marcos legais sobre sua formação. O terceiro capítulo investiga a resposta da indústria da construção civil aos novos desafios ambientais impostos pela escassez dos recursos naturais, nas possibilidades de rearranjo de sua cadeia produtiva e de seu sindicato. O quarto trata das certificações Leed, AQUA, Procel Edifica e Casa Azul, como estão sendo difundidas no país, em seus limites e abrangência. Por fim, no quinto e último capítulo, há duas constatações: primeiramente, buscou-se demonstrar, através de uma estrutura comparativa, a capacidade limitada dessas quatro metodologias de avaliação em certificar a sustentabilidade de edifícios, enquadrando-as em dois grupos, a saber, Certificações ambientais (Leed e Procel Edifica) e Certificações Socioambientais (AQUA e Casa Azul);segundo, foi apresentado um instrumento alternativo às certificações para quemnão quer ou não pode se vincular a uma instituição certificadora e, mesmo assim, deseja obter o reconhecimento de suas práticas construtivas sustentáveis, instrumento esse pautado na ética ambiental.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 426603 - ANTONIO CARLOS DOS SANTOS
Externo ao Programa - 1698693 - EVALDO BECKER
Externo à Instituição - MARIA DO CARMO MARTINS SOBRAL
Interno - 2222763 - MARIA JOSE NASCIMENTO SOARES
Interno - 279481 - ROSEMERI MELO E SOUZA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2023 - UFRN v3.5.16 -r18303-e3ba61daf4