UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DAYSE REGINA ALVES DA COSTA
09/01/2014 10:40


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DAYSE REGINA ALVES DA COSTA
DATA: 24/01/2014
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de aula do NPGME/UFS
TÍTULO: Incapacidade cervical associa-se com dor miofascial mastigatória e hipersensibilidade mecânica generalizada
PALAVRAS-CHAVES: Disfunção Temporomandibular, Dor Miofascial, Limiar de Dor à Pressão, Desordem Cervical, Incapacidade Cervical.
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

Os objetivos deste estudo foram comparar a incapacidade cervical entre os indivíduos com dor miofascial mastigatória e controles assintomáticos, avaliar a associação entre incapacidade cervical e intensidade da dor e limiar de dor à pressão em áreas/sítios trigeminais e extra-trigeminais e avaliar a correlação entre esses limiares. Dois grupos compuseram este estudo controlado e de corte transversal: grupo 1 foi composto por 27 indivíduos diagnosticados com dor miofascial de acordo com os critérios de diagnósticos de pesquisa em Disfunção Temporomandibular ( RDC / TMD ) e grupo 2, composto por 28 controles assintomáticos. As variáveis clínicas avaliadas foram: intensidade da dor medida pela escala visual analógica (EVA); o limiar de dor à pressão (LDP) da articulação temporomandibular dos músculos temporal anterior, masseter, esternocleidomastóideo, trapézio superior e do tendão de Aquiles mensurado por meio de um dinamômetro digital; o auto-relato de incapacidade cervical determinada por meio do índice de incapacidade cervical (NDI) . A análise estatística incluiu teste t de Student, Correlação de Pearson e Qui-quadrado , considerando um nível de significância de 5 % e intervalo de confiança de 95%. O limiar de dor à pressão foi menor no grupo 1 em relação ao grupo 2 , nas diferentes áreas inervadas como temporal anterior, respectivamente, média (DP) de 2,0 (0,8) e 2,6 (1,1), trapézio superior com 2,6 (1,2) e 3,8 (1,8) e do tendão de Aquiles, respectivamente, com um LDP de 5,6 (1,4) e 6,9 (2,3) ( p < 0,05 ) . O grupo 1 apresentou maior incapacidadecervical com média (DP) de 11,8 ( 7 ), em comparação com 2,7 ( 2,4 ) do grupo 2 (p < 0,05) . Foi verificada uma correlação negativa entre incapacidade cervical e limiar de dor a pressão de todas as estruturas avaliadas e uma correlação positiva e forte ocorreu entre o LDP de áreas trigeminais e extra-trigeminais (p < 0,05). Os indivíduos com dor miofascial mastigatória
apresentam hipersensibilidade mecânica generalizada, que também está associada com o auto-relato de incapacidade cervical.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2864087 - JADER PEREIRA DE FARIAS NETO
Interno - 1347234 - KARINA CONCEICAO GOMES MACHADO DE ARAUJO
Externo à Instituição - PAULA SANTOS NUNES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307