UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: CLEIDICELMA FORTUNA SANTOS
22/08/2013 09:33


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CLEIDICELMA FORTUNA SANTOS
DATA: 06/09/2013
HORA: 10:00
LOCAL: Local a ser definido
TÍTULO: Os Caminhos da Militância: análise sobre os militantes do Movimento Popular de Saúde em Aracaju/Sergipe
PALAVRAS-CHAVES: Militantes. Movimento Popular de Saúde em Aracaju-Sergipe. Oportunidade Política. Redemocratização Política. Trajetórias
PÁGINAS: 103
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Sociologia
SUBÁREA: Outras Sociologias Específicas
RESUMO:

Esta dissertação tem por objeto de estudo analisar a trajetórias dos militantes engajados na “causa da saúde” constitutivos do Movimento Popular de Saúde em Aracaju (SE), no período de 2011 à 2013. Parte-se do princípio que existem elementos contidos nos relatos dos agentes sociais que em determinado momento os impulsionaram, ao engajamento na “causa da saúde”. Neste sentido os elementos criaram uma predisposição que os conduziram ao engajamento, bem como a militância no Movimento Popular de Saúde.

Traçar as trajetórias desses militantes teve como pretensão entender as condições históricas, sociais, econômicas e culturais que permitiram o surgimento do Movimento Popular de Saúde em Aracaju - Sergipe, bem como a entrada e permanência de militantes no referido movimento social. Os procedimentos metodológicos adotado são a pesquisa documental, entrevistas biográficas, observação nas reuniões e nos cursos promovidos pelo movimento. Os resultados apontam algumas condições sociais que permite afirmar que no Movimento Popular de Saúde em Aracaju - Sergipe existem padrões de inserções, mediantes os cursos ofertados e as redes de relação.

Para dar conta desta analise, a presente dissertação este dividida em dois momentos principais. Num primeiro momento, analisaram-se as condições sociais e históricas do debate sobre a “causa da Saúde” no Brasil, que permitiram a criação de grupos formados em defesa desta “causa”, criando assim o Movimento Popular de Saúde em vários Estados, e em especial em Aracaju/Sergipe. No segundo momento da análise teve por objetivo apreender os fatos e acontecimentos que influenciaram sobre as formas de recrutamento e as modalidades de engajamento dos militantes participantes do referido movimento. Esta dissertação permitiu mostrar que entre os militantes possuem dois perfis gerais de engajamentos: os dos militantes que relatam deter o saber popular de ervas e praticas terapeutas alternativas para a construção de uma trajetória militante, e os que utilizam o saber universitário e a experiência profissional na área da saúde para alcançar posições sociais de cargos dentro do grupo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1523397 - FERNANDA RIOS PETRARCA
Interno - 1448425 - ERNESTO SEIDL
Externo à Instituição - VERONICA TEIXEIRA MARQUES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5