UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: ITALO SPINELLI DA CRUZ
19/08/2013 12:20


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ITALO SPINELLI DA CRUZ
DATA: 29/08/2013
HORA: 10:00
LOCAL: Sala de aula do Nupec
TÍTULO: Convergência da Renda Entre os Municípios do Nordeste Brasileiro: uma abordagem espacial
PALAVRAS-CHAVES: Crescimento econômico. Convergência de Renda. Econometria Espacial.
PÁGINAS: 83
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Economia
SUBÁREA: Economia Regional e Urbana
ESPECIALIDADE: Economia Regional
RESUMO:

A região Nordeste do Brasil, notoriamente marcada por suas desigualdades intrarregionais nos níveis de renda e bem-estar social, apresentou na última década um processo de crescimento considerável de seu produto agregado. Apesar das melhoras verificadas no crescimento da renda na região, indaga-se se estas melhoras foram suficientes para atenuar as desigualdades encontradas entre os municípios nordestinos, na década recente. O processo de convergência da renda na região tem sido objeto de estudos empíricos e econométricos desde o final da década de 90. Parte desses trabalhos, porém, não dá importância ao padrão espacial do crescimento dos municípios, nem as interações espaciais que podem ocorrer entre eles. Diante disto, este trabalho tem como objetivo analisar o processo de convergência da renda proveniente do trabalho nos municípios nordestinos entre os anos 2000 e 2010, considerando-se os efeitos das interações espaciais existentes entre os municípios desta região. Para tanto, são utilizadas as técnicas de Análise Exploratória de Dados Espaciais (AEDE) e os modelos desenvolvidos na Econometria Espacial, além de Regressões Ponderadas Geograficamente (RPG). O trabalho de Lall e Shalizi (2003), que analisa a influência dos efeitos espaciais no processo de convergência da renda entre os municípios nordestinos em período anterior é tomado como referência analítica. Inicialmente, se atualiza e incorpora nas modelagens desses autores um tratamento alternativo para a diferenciação espacial. Analisa-se o processo de convergência local para cada município nordestino, o que permite tratar a heterogeneidade existente nesta região. Os resultados encontrados indicam a presença de um processo de convergência muito lento entre os municípios nordestinos. Contudo é possível verificar processos localizados de convergência, nos quais grupos de municípios associados espacialmente entre si, num processo de convergência mais intenso, e outros grupos de municípios que apresentam um padrão de baixa convergência no período.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1125293 - WAGNER NOBREGA
Interno - 1166728 - JOSE RICARDO DE SANTANA
Externo à Instituição - EDUARDO SIMÕES DE ALMEIDA
Externo à Instituição - ANDRÉ BRAZ GOLGHER

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307