UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 22 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: GABRIEL ISAIAS LEE TUNON
16/08/2013 09:34


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GABRIEL ISAIAS LEE TUNON
DATA: 27/08/2013
HORA: 14:00
LOCAL: sala 27 Centro de Pesquisas Biomédicas
TÍTULO: "Aspectos Epidemiológicos e Fatores do Parasita Associados à Leishmaniose Visceral Canina e Humana"
PALAVRAS-CHAVES: leishmaniose visceral; Cerdocyon thous; geoprocessamento; eletroforese bidimensional.
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

A leishmaniose visceral (LV) ou calazar é uma zoonose de canídeos silvestres e domésticos, causada pelo protozoário Leishmania chagasi e transmitida entre os canídeos e destes ao homem pelo vetor Lutzomyia longipalpis. Os objetivos deste estudo são realizar análise proteômica das fases de crescimento logarítmica e estacionária de promastigotas de isolados de L. chagasi resistentes e susceptíveis ao óxido nítrico, através da técnica de eletroforese bidimensional; avaliar e comparar a regulação de macrófagos de cão e de raposas na infecção por isolados de L. chagasi através do índice de infecção de infecção de macrófagos, e analisar a distribuição temporo-espacial de casos de leishmaniose visceral canina e humana em Aracaju, Sergipe de 2005 a 2012. Foi realizada a análise proteômica de promastigotas em fase logarítmica e em fase estacionária revelando uma diferença na expressão de várias proteínas em ambas as fases de crescimento do promastigota. Como fato mais interessante observou-se um aumento acentuado na expressão de uma malato desidrogenase citosólica e que provavelmente apresenta relação com a resistência intrínseca deste isolado ao óxido nítrico. Relacionada com a resistência ao óxido nítrico, um aumento na expressão da tripanotiona peroxidase foi constante em todas as fases de curva de crescimento. Também foi observado um aumenta na expressão de uma calpaína responsável por induzir susceptibilidade maior aos antimoniais e menor susceptibilidade à miltefosina. A infecção de macrófagos de raposa por cepas de L. chagasi resistentes e susceptíveis ao óxido nítrico, revelou que esses controlam rapidamente a infecção independentemente se a cepa é resistente ou não ao óxido nítrico. Este resultado corrobora o fato de que os canídeos silvestres, como as raposas, têm um papel importante no ciclo silvestre da leishmaniose visceral, servindo de reservatório para a doença e raramente apresentando a forma clínica da doença, diferente do cão doméstico. Na análise da distribuição espacial da doença aconteceram 2060 casos caninos e 110 casos humanos. Foi verificado que os bairros da Zona de Expansão e Mosqueiro, áreas periféricas, com mais baixas densidades populacionais, ocupação recente, baixa renda e infraestrutura urbana pouco presente, tiveram um número de casos caninos e humanos expressivos. Nos bairros Dezoito do Forte, Santos Dumont e América, foram isoladas Leishmania resistentes ao óxido nítrico de cães e humanos, o que poderia confirmar o cão como fonte de infecção para o homem e, talvez, uma confirmação que a doença em cães pode preceder a ocorrência da doença em humanos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 285906 - ROQUE PACHECO DE ALMEIDA
Interno - 285930 - AMELIA MARIA RIBEIRO DE JESUS
Externo ao Programa - 2682709 - MAIRA SANTOS SEVERO
Externo ao Programa - 2213089 - RICARDO SCHER
Externo ao Programa - 2208516 - ROBERTA PEREIRA MIRANDA FERNANDES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12692-c69972fb69