UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: MICHELLE CONCEIÇÃO VASCONCELOS
16/07/2013 11:41


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MICHELLE CONCEIÇÃO VASCONCELOS
DATA: 30/07/2013
HORA: 14:00
LOCAL: SALA 2 - NEREN
TÍTULO: Moringa oleifera Lam.: QUALIDADE DE SEMENTES, RESTRIÇÃO HÍDRICA E PLANTIO EM GRADIENTE DE ESPAÇAMENTO
PALAVRAS-CHAVES: Moringaceae, delineamento sistemático, estresse hídrico e teste de raio-x
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Moringa oleifera Lam. (moringa) é uma espécie de fácil adaptação ao semiárido brasileiro,
contudo o seu cultivo é rudimentar. Faltam informações de estudos sobre a qualidade física e
fisiológica das sementes, avaliação de mudas sob condição de restrição hídrica e em desenvolvimento
de plantios em diferentes densidades Assim, com o presente trabalho visou-se o estudo da qualidade
de sementes quanto à sua morfologia interna e vigor, a avaliação fisiológica de mudas submetidas à
restrição hídrica e a caracterização do desenvolvimento inicial de plantas de moringa sob gradiente de
espaçamento. A qualidade inicial das sementes foi avaliada empregando o teste de raios X com
intensidade de 22 kV por 14,8s no Laboratório de Sementes da Universidade Federal de Lavras,
utilizando 200 sementes dos genótipos 1 e 2. As sementes podem ser divididas em três classes: cheias, mal formadas e com espaço e manchadas ou com dano. As mudas, provenientes de sementes do genótipo 2, sob condições de restrição hídrica a 40, 60, 80 e 100% da capacidade de campo foram
avaliadas durante 21 dias quanto à morfologia e fotossíntese. As trocas gasosas são mais sensíveis ao déficit hídrico de 40% da capacidade de campo. O gradiente de espaçamento em plantio foi instalado no campus Rural da UFS empregando o delineamento sistemático tipo "leque”, com 10 diferentes densidades de plantio, e as plantas foram oriundas de sementes de quatro genótipos. Não existe uma relação entre a análise de imagem por raios X em sementes com a performance no teste de germinação. As plantas sob gradiente de espaçamento apresentaram melhor desenvolvimento em área igual ou maior a 9,5 m2 planta-1. Assim conclui-se que plantios de moringa podem ser implantados com densidade igual ou inferior a 1.000 plantas por hectares e com irrigação entre 100% e 60% da capacidade de campo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2483844 - RENATA SILVA MANN
Interno - 1562875 - LUIZ FERNANDO GANASSALI DE OLIVEIRA JUNIOR
Externo à Instituição - LUZIMAR GONZAGA FERNANDEZ

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e