UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: GENIVAL ARAUJO DOS SANTOS JUNIOR
15/07/2013 09:08


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GENIVAL ARAUJO DOS SANTOS JUNIOR
DATA: 31/07/2013
HORA: 09:00
LOCAL: a ser determinado
TÍTULO: AVALIAÇÃO DE INDICADORES DE ESTRUTURA E DE PROCESSO EM UM SERVIÇO DE REVISÃO DA FARMACOTERAPIA
PALAVRAS-CHAVES: revisão da farmacoterapia, avaliação da qualidade de serviços, indicadores de estrutura e processo.
PÁGINAS: 180
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

O consumo de medicamentos é crescente e a morbimortalidade relacionada a esse consumo vem trazendo sérios prejuízos. Neste contexto surgem práticas farmacêuticas voltadas para a promoção e a melhoria na racionalidade do uso de medicamentos, dentre elas, a revisão da farmacoterapia. Apesar de bastante difundida no mundo, é necessário que mais investigações sejam realizadas a fim de implantar, avaliar e difundir serviços que garantam a qualidade do cuidado e a segurança do paciente. OBJETIVO. Avaliar indicadores de estrutura e de processo de um Serviço de Revisão da Farmacoterapia no ambulatório-escola de um Hospital Universitário no Nordeste do Brasil. METODOLOGIA. O estudo foi estruturado em três etapas. A primeira correspondeu a um estudo piloto descritivo e avaliativo, onde indicadores de estrutura foram reunidos da literatura nacional e internacional para serem utilizados na avaliação do Serviço que foi realizada posteriormente. A segunda etapa correspondeu a uma revisão sistemática nas bases de dados Cochrane Library, Embase, LILACS, PubMed, Scpus e Web of Knowledge a fim de selecionar indicadores de processo para avaliar serviços farmacêuticos em ambiente ambulatorial. A terceira etapa, em andamento, corresponderá à avaliação do Serviço de Revisão da Farmacoterapia com base nos indicadores reunidos nas etapas anteriores. RESULTADOS. A partir da literatura (etapa 1) foram levantados, no estudo, 28 indicadores de estrutura divididos nos critérios: instalações físicas, recursos humanos, recursos materiais, documentação e financiamento. O Serviço dispunha de ambiente privativo e mobiliário adequado; quatro farmacêuticos e oito estudantes de Farmácia; materiais, fontes de informação, equipamentos de computação e materiais de consumo; documentação específica; e, financiamento. Quanto aos indicadores de processo (etapa 2), a revisão sistemática reuniu quatro estudos com um número variável de indicadores. A maioria deles foi realizada no Reino Unido, utilizando diferentes terminologias para definir o tipo de serviço e ambiente de prática. Nos quatro estudos o farmacêutico estava presente, em três a técnica Delphi foi utilizada e em nenhum foi definidas suas limitações. CONCLUSÃO. A avaliação dos indicadores de estrutura demostrou que o Serviço de Revisão da Farmacoterapia atende ao que a literatura preconiza e a revisão sistemática reuniu indicadores de processo que poderão ser utilizados para avaliar o desempenho do Serviço de Revisão da Farmacoterapia.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1315121 - DIVALDO PEREIRA DE LYRA JUNIOR
Interno - 1694328 - WELLINGTON BARROS DA SILVA
Externo à Instituição - ALFREDO DIAS DE OLIVEIRA FILHO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307