UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: RICHARD MATOS DE SOUZA
05/07/2013 14:41


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RICHARD MATOS DE SOUZA
DATA: 24/07/2013
HORA: 09:00
LOCAL: NEREN - SALA 2
TÍTULO: Eficiência agronômica de fosfatos de rocha, aplicados via adubação corretiva, em um Cambissolo cultivado com milho no Estado de Sergipe.
PALAVRAS-CHAVES: Solo calcário, adubação fosfatada, Zea mays L., Mehlich-1, resina de troca iônica.
PÁGINAS: 28
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Na última década, a modernização da tecnologia de cultivo do milho no Estado de Sergipe proporcionou significativos aumentos de produção e produtividade. Neste sentido, as áreas de Cambissolos vêm se destacando por serem extremamente adequadas a esta cultura, apresentando limitações somente à fertilidade de P. Uma das formas para contornar a baixa disponibilidade deste nutriente no solo pode ser a realização da adubação corretiva de P através de fontes alternativas de baixo custo e/ou solubilidade. Esta prática visa elevar os teores de P disponível para níveis considerados adequados às culturas e permitir uma melhor resposta a aplicação das doses de P aplicadas no sulco com as fontes solúveis e voltadas para as plantas. Desta forma, foi conduzido um experimento de dois anos para avaliar a eficiência agronômica dos fosfatos de Bayovar e Itafós como fontes corretivas de P em um Cambissolo Háplico Ta Eutrófico vertissólico de elevado teor de cálcio trocável e pH em torno de 6. O delineamento experimental utilizado foi em blocos ao acaso com parcelas subdivididas em faixas e quatro repetições. As parcelas consistiam das adubações corretivas realizadas no primeiro ano com as fontes Fosfato Natural Reativo de Bayóvar, Fosfato de Rocha Itafós e superfosfato triplo (fonte de referência), na dose de 200 kg.ha-1 de P2O5, e um tratamento sem correção. As subparcelas foram compostas pelos três níveis de adubação de manutenção no sulco de plantio, aplicados anualmente através de superfosfato triplo, nas doses de 0, 60 e 120 kg.ha-1 de P2O5. No período avaliado, a produtividade de grãos e o teor de P na folha do milho indicaram menores necessidades de reposição de P para as plantas conforme maior era a solubilidade da fonte corretiva aplicada no solo. Neste sentido, o índice de eficiência agronômica médio para os dois fosfatos, calculado com base na dose 0 de manutenção, foi de 77,19% para o Bayóvar, enquanto o de Itafós foi de 45,66%. Com relação à determinação de P disponível no solo, tanto Mehlich-1 quanto a Resina de Troca Iônica superestimaram o teor de P dos tratamentos em que os fosfatos naturais foram aplicados. Por outro lado, o P extraído pelo primeiro extrator foi mais coerente com a resposta da cultura devido, provavelmente, ao maior desgaste da sua acidez, a qual dissolveria P não disponível dos fosfatos naturais.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - LAFAYETTE FRANCO SOBRAL
Interno - 1051888 - MARIA ISIDORIA SILVA GONZAGA
Presidente - 2178501 - PEDRO ROBERTO ALMEIDA VIEGAS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e