UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: ANTONIO ROSALVO DOS SANTOS NETO
15/02/2013 16:16


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIO ROSALVO DOS SANTOS NETO
DATA: 28/02/2013
HORA: 08:00
LOCAL: SALA 1 NEREN
TÍTULO:

Adubação nitrogenada para a batata doce: produtividade vegetal e uso do nutriente pela planta


PALAVRAS-CHAVES:

Ipomoea batatas, doses de nitrogênio, produtividade


PÁGINAS: 72
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Devido à necessidade de definir uma dose de nitrogênio agronômica e economicamente adequada para a cultura da batata-doce no estado de Sergipe. Este trabalho objetivou avaliar a produtividade e rendimentos de amido e de etanol de clones de batata-doce, analisadas a partir de doses de nitrogênio. O trabalho foi conduzido, entre os meses de março e agosto de 2011, na área experimental do Campus Rural do Departamento de Engenharia Agronômica da Universidade Federal de Sergipe – UFS. Foi utilizado o delineamento experimental de blocos casualizados, com os tratamentos distribuídos em esquema fatorial 5x3, constando de cinco doses de N (0; 30; 60; 120 e 240 kg ha-1 ), empregando-se, como fonte de N a ureia e três clones de batata-doce (IPB-052; IPB-075 e IPB-149), com três repetições. A cultivar comercial Brazlândia Branca (IPB-052) foi considerada como testemunha. A colheita foi realizada aos 150 dias após o plantio (DAP), quantificando-se a produção total de biomassa e raízes, o teor de matéria seca das raízes, a massa seca de biomassa e raízes, o teor de nitrogênio na biomassa e nas raízes, o teor de proteína bruta na biomassa e nas raízes, o acúmulo de nitrogênio na biomassa da parte aérea e nas raízes, índice de colheita, a eficiência na produção de raízes tuberosas, eficiência de recuperação do nitrogênio, teor de amido,rendimento de amido e de etanol. A cultivar Brazlândia Branca obteve valores superiores relacionados à parte aérea, na produção total de biomassa (57,606 Mg ha-1), na massa seca (19,481 Mg ha-1), e no acúmulo de nitrogênio da biomassa da parte aérea (171,964 kg ha-1). Porém, o clone IPB-075 não diferiu estatisticamente nesta variável e na produção total de biomassa da parte aérea. E obteve resultados promissores na produção total de raízes tuberosas (56,731 Mg ha-1), na massa seca das raízes (16,514 Mg ha-1), e no acúmulo de nitrogênio das raízes tuberosas (85,534 kg ha-1). O clone IPB-149 apresentou o melhor índice de colheita (64,73%) destacando-se por converter maior biomassa para as raízes tuberosas. A dose mais econômica de N aplicada no solo para a produção total de raízes foi de 129 kg ha-1, resultando num rendimento estimado de 49 687 kg ha-1 de raízes tuberosas. A cultivar Brazlândia Branca e o clone IPB-075, obtiveram as melhores médias na eficiência de produção de raízes tuberosas. E na eficiência de recuperação do nitrogênio a cultivar Brazlândia Branca e o clone IPB-149 foram promissores. O clone IPB-075, apesar de ter obtido menores valores médios de teor de matéria seca (29,11%) e de amido (65,14%), alcançou valores promissores na produtividade total de raízes tuberosas (56,731 Mg ha-1), matéria seca total de raízes (16,514 Mg ha-1) , rendimento de amido (10,791 Mg ha-1) e de etanol (7,769 m3 ha-1). Avaliando a produção de todos os clones, a dose de 123 kg ha-1 de nitrogênio proporcionou rendimentos máximos de amido e de etanol, correspondendo a um aumento de 37% na produção.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2241349 - ARIE FITZGERALD BLANK
Externo à Instituição - JOSEANE OLIVEIRA DA SILVA
Presidente - 1703306 - TACIO OLIVEIRA DA SILVA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e