UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: RAFAEL SANTOS SANTANA
23/01/2013 08:50


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAFAEL SANTOS SANTANA
DATA: 19/02/2013
HORA: 09:00
LOCAL: a ser determinado
TÍTULO:

 

INDICADORES, ESTRATÉGIAS DE IMPLANTAÇÃO E CONTRIBUIÇÕES
PARA OS SERVIÇOS DE SAÚDE PÚBLICA.

SELEÇÃO DE MEDICAMENTOS: INDICADORES, ESTRATÉGIAS DE
IMPLANTAÇÃO E CONTRIBUIÇÕES PARA O SISTEMA UNICO DE SAÚDE.


PALAVRAS-CHAVES:

Seleção de Medicamentos, Uso Racional de Medicamentos, Avaliação de Serviços de Saúde, Planejamento em Assistência Farmacêutica.


PÁGINAS: 44
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

 

Uma das principais políticas mundialmente aceitas para a promoção do uso racional de medicamentos é
o estabelecimento de listas de medicamentos essenciais. Apesar do avanço nos países desenvolvidos,
em países como o Brasil as dificuldades de implantação de Comissões de Farmácia e Terapêutica a
manutenção de suas atividades se caracterizam como um desafio para os gestores dos serviços de
saúde.
O presente estudo teve o objetivo de identificar estratégias para a implantação de políticas de
seleção de medicamentos em hospitais públicos. Por meio de uma abordagem de pesquisa avaliativa em
serviço o trabalho se dividiu em três etapas: 1) Fase Exploratória (planejamento inicial da pesquisa e
revisão da literatura); 2) Fase de Campo (Institucionalização do processo de seleção de medicamentos
nos serviços de saúde por meio dos momentos do Planejamento Estratégico Situacional); 3) Fase de
Analise dos Dados (aferição e tratamento dos dados coletados durante o estudo).
Com o estudo foi possível realizar uma revisão integrativa da literatura que culminou com a
obtenção de 45 indicadores para avaliação da seleção de medicamentos em serviços de saúde, foi
possível construir estratégias ideais de implantação dessa atividade em hospitais públicos por meio do
PES e verificar o impacto da implantação de CFT e definição de listas de medicamentos essenciais.

Uma das principais políticas mundialmente aceitas para a promoção do uso racional de medicamentos é

o estabelecimento de listas de medicamentos essenciais. Apesar do avanço nos países desenvolvidos,

em países como o Brasil as dificuldades de implantação de Comissões de Farmácia e Terapêutica, bem

como a manutenção de suas atividades se caracterizam como um desafio para os gestores dos serviços

de saúde. O presente estudo teve o objetivo de identificar indicadores, estratégias para a implantação e o

impacto de políticas de seleção de medicamentos em hospitais públicos. Por meio de uma abordagem de

pesquisa avaliativa em serviço o trabalho se dividiu em três etapas: 1) Fase Exploratória (planejamento

inicial da pesquisa e revisão da literatura); 2) Fase de Campo (institucionalização do processo de

seleção de medicamentos nos serviços de saúde por do Planejamento Estratégico Situacional); 3)

Fase de Análise dos Dados (aferição e tratamento dos dados coletados durante o estudo). Com o

estudo foi possível realizar uma revisão integrativa da literatura que culminou com a obtenção de 45

indicadores para avaliação da seleção de medicamentos. Foi possível verificar as etapas necessárias

para implantação de uma política de medicamentos essenciais e os impactos na racionalização da lista

de medicamentos em serviços do SUS. Além de demonstrar que institucionalização de uma política

de medicamentos essenciais resultou em redução de 27,8% do quantitativo total de itens, aumento

do percentual de itens com adequação à RENAME, a Lista da OMS e as Diretrizes Clinicas. Após a

implantação das CFT foi contatado também um menor percentual de medicamentos com patente na lista,

aumento do percentual de genéricos e redução de aproximadamente 12% dos custos relacionados a lista

nos hospitais avaliados.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1315121 - DIVALDO PEREIRA DE LYRA JUNIOR
Externo à Instituição - SILVANA NAIR LEITE CONTEZINI
Presidente - 1694328 - WELLINGTON BARROS DA SILVA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5