UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 17 de Abril de 2024

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


PROFHISTOR

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL EM ENSINO DE HISTÓRIA

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ISANA NUNES LIMA DOS SANTOS
26/02/2024 19:55


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ISANA NUNES LIMA DOS SANTOS
DATA: 27/02/2024
HORA: 15:00
LOCAL: Virtual
TÍTULO: ANALISANDO O ANO EM QUE MEUS PAIS SAÍRAM DE FÉRIAS: CINEMA E DITADURA CIVIL MILITAR DO BRASIL NO ENSINO DE HISTÓRIA
PALAVRAS-CHAVES: Cinema, ensino de história, ditadura civil-militar, memória.
PÁGINAS: 41
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: História
SUBÁREA: História Moderna e Contemporânea
RESUMO:

A proposta deste trabalho é analisar as relações entre história e cinema, presentes no filme O ano em que meus pais saíram de férias (2006), prevendo a sua utilização no Ensino de História. O longa metragem serve de subsídio para analisar as relações entre o Ensino de História e as disputas de memória em [AM1] torno da ditadura civil-militar (1964–1985), tema sensível e que ainda demanda muita investigação. A escolha do filme foi baseada na análise do seu uso no Ensino de história. A metodologia aplicada busca fazer algumas decomposições de cenas (narrativas do filme), descrições e interpretações e em seguida compreender qual a relação da história com a memória, e como essa memória é colocada no filme estudado. O arcabouço teórico sobre o filme como produto final e além da arte e sua relação com o ensino de História baseia-se em Marc Ferro. Sobre análise fílmica na sala de aula foram utilizadas as contribuições de Marcos Napolitano. Michael Pollack e Paul Ricoeur contribuíram acerca do tema silenciamento/apagamento de memórias. Ao final, o presente trabalho contribui para a elaboração de uma sequência didática que orienta e estimula os professores de História a trabalharem com o uso do cinema, importante e imprescindível fonte que vem a cada dia se tornando objeto de estudo, difundindo uma força ativa e combativa nos espaços sociais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2707438 - ANDREZA SANTOS CRUZ MAYNARD
Interno - 2872833 - LUCAS MIRANDA PINHEIRO
Externo à Instituição - FRANCISCO DIEMERSON DE SOUSA PEREIRA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2024 - UFRN v3.5.16 -r19100-31f4b06bdf