UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 17 de Abril de 2024

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente

PROPADM

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Notícias

Banca de DEFESA: RODRIGO MASCARENHAS AMORIM
24/02/2024 19:14


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RODRIGO MASCARENHAS AMORIM
DATA: 08/03/2024
HORA: 10:00
LOCAL: Online
TÍTULO: Economia circular, ciclo de vida do objeto e compras públicas no Estado de Sergipe/SE
PALAVRAS-CHAVES: sustentabilidade; circularidade; compras públicas circulares; licitações públicas.
PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
SUBÁREA: Administração Pública
ESPECIALIDADE: Organizações Públicas
RESUMO:

O esgotamento dos recursos naturais, as mudanças climáticas, a poluição e a necessidade de redução da desigualdade social e da pobreza são fatores que têm dificultado o controle e o gerenciamento dos recursos disponíveis, impondo novas formas de pensar, fazer e usar. Isso faz com que a economia circular (EC) ganhe força como um modelo alternativo que busca mitigar o esgotamento de recursos, o desperdício e as emissões de gases. A EC exige mudanças rápidas no consumo, na produção, nas políticas, atitudes e práticas visando à maximização da eficiência do ciclo de vida dos recursos, bens e serviços. Dada a relevante posição na economia e os altos valores envolvidos, as compras públicas passam a ter papel fundamental no impulsionamento da agenda de sustentabilidade. Mesmo com atraso, em termos regulamentares e, principalmente, em termos práticos, a legislação brasileira avançou nesse sentido a partir da introdução da avaliação do ciclo de vida do objeto ao se analisar a proposta apta a gerar o resultado da contratação mais vantajosa. O presente estudo teve como objetivo verificar como a governança e o planejamento das contratações públicas estão sendo abordados na Universidade Federal de Sergipe – UFS após a introdução da perspectiva do ciclo de vida do objeto através da nova lei de licitações (Lei nº 14.133/2021). Trata-se de um estudo qualitativo, exploratório, com estratégia de caso único, adotando a perspectiva de pesquisa pragmática, que permite a utilização de diversos métodos e visões de mundo e a adoção de diferentes técnicas de coleta e análise de dados. A UFS entende que as questões relativas às contratações sustentáveis são uma tendência mundial e que o serviço público precisa dar exemplo e iniciar o processo. A UFS dispõe de recursos materiais e tecnológicos satisfatórios para o atingimento dos objetivos estabelecidos na NLL, mas encontra dificuldades relacionadas aos recursos humanos. O planejamento estratégico na UFS ainda é algo inicial, mas a alta administração vem orientando os setores a promoverem o alinhamento das contratações aos instrumentos de planejamento. O curto prazo para implantação, a ausência de análise das peculiaridades de cada órgão, a cultura organizacional, a quantidade e a qualificação dos recursos humanos são as dificuldades relacionadas à implantação da governança nas contratações da UFS. A UFS entende haver alinhamento entre os instrumentos de planejamentos e os estudos, mas que as justificativas relacionadas à sustentabilidade são genéricas, sem a pertinente avaliação, sendo, insipiente e/ou inexistente a busca por soluções sustentáveis, bem como a consideração dos princípios e práticas em sede de EC. A cultura organizacional, a quantidade e qualificação dos recursos humanos, a ausência de fluxo de processos, onde é necessária a verificação da solução apresentada pelas unidades solicitantes, são as principais dificuldades relacionadas ao alinhamento das contratações aos instrumentos de planejamento. Este trabalho poderá auxiliar a administração pública no aspecto relacionado às compras públicas sustentáveis, mas por se tratar de uma discussão emergente, é necessário aprofundar a discussão sobre o papel da governança e do planejamento nas compras públicas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1791750 - FLORENCE CAVALCANTI HEBER PEDREIRA DE FREITAS
Interno - 1662887 - MARIA ELENA LEON OLAVE
Externo à Instituição - UBIRATÃ TORTATO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2024 - UFRN v3.5.16 -r19100-31f4b06bdf