UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 26 de Novembro de 2020


PGAB

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOCIÊNCIAS E ANÁLISE DE BACIAS

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LAISA QUÉLE SILVA DOS SANTOS
23/11/2020 15:31


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LAISA QUÉLE SILVA DOS SANTOS
DATA: 30/11/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Plataforma Zoom
TÍTULO: "PETROGRAFIA, QUÍMICA MINERAL E GEOQUÍMICA DAS ROCHAS DO STOCK FAZENDA ALVORADA, DOMÍNIO MACURURÉ, SISTEMA OROGÊNICO SERGIPANO"
PALAVRAS-CHAVES: Quartzo Mondiorito, Província Borborema, Sergipe
PÁGINAS: 28
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Geociências
SUBÁREA: Geologia
RESUMO:

O Sistema Orogênico Sergipano (SOS) está localizado na parte, mas meridional da Provincia Borborema (PB), originado pela colisão entre o Cráton de São Francisco e o Superterreno Pernambuco-Alagoas, durante a Orogenia Brasiliana. O Domínio Macururé (DM) onde localiza-se o objeto de estudo desta pesquisa é interpretada como uma cunha turbidítica de aproximadamente 13 Km de espessura, constituída por uma sequência essencialmente pelíticas, como mármores, quartzitos, rochas vulcânicas e calciossilicátoicas subordinados. O stock Fazenda Alvorada (SFA), é um corpo intrusivo nos metassedimentos na porção leste do Domínio Macururé (DM), com aproximadamente 7,0 km2, possuem formas alongadas na direção NW-SE. As rochas desse stock apresentam similaridades petrogáficas, são rochas leucocráticas a hololeucocráticas com granulação fina a média. O SFA é composto por quartzo monzodiorito. Os minerais nestas rochas são feldspatos, biotita, titanita, epídoto apatita, zircão e minerais opacos. As análises químicas pontuais revelaram que os cristais de feldspato alcalino (ortoclásio e microclina) pertíticos têm as fases exsolvidas praticamente puras, indicando forte reequilíbrio subsolidus. Os cristais de plagioclásio correspondem albita e oligoclásio. Eles apresentam padrões de zoneamento normal, com teores de anortita no centro de An15-20e nas bordas de An2-5, refletindo o progressivo resfriamento e a diferenciação química do magmaplagioclásio dessas rochas são albita e oligoclásio. A biotia é reequilibrada, são enriquecidos na molécula de annita, sendo classificadas como Fe-biotita. A presença de epídoto magmático sugere cristalização sob condições de alta fugacidade de oxigênio a profundidade de 25 Km. Os dados geoquímicos indicam que as rochas do SFA metaluminosas a fracamente peraluminosas. Todas as rochas estudadas são magnesianas e apresentam afinidade com as rochas da associação shoshonítica.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2030486 - CARLOS DINGES MARQUES DE SA
Interno - 043.632.795-32 - JAILSON JÚNIOR ALVES SANTOS
Presidente - 1298067 - MARIA DE LOURDES DA SILVA ROSA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r13092-8d67585eaa