UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 11 de Maio de 2021


PPGCF

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Notícias

Banca de DEFESA: BRUNO DOS SANTOS LIMA
10/05/2021 14:00


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRUNO DOS SANTOS LIMA
DATA: 02/06/2021
HORA: 08:00
LOCAL: Online
TÍTULO: Desenvolvimento e avaliação da biodisponibilidade oral e do efeito anti￾inflamatório do complexo de inclusão morina/hidroxipropil-β-ciclodextrina
PALAVRAS-CHAVES: Morina; Hidroxipropil-β-ciclodextrina; Biodisponibilidade; Anti￾inflamatório.
PÁGINAS: 173
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Resumo: O recurso clínico mais utilizado para o tratamento de reações inflamatórias é a terapia farmacológica, com destaque para a classe dos anti-inflamatórios não￾esteroidais. Contudo, esses fármacos podem provocar vários efeitos adversos nos pacientes. Dessa forma, torna-se necessário a pesquisa por novos fármacos anti￾inflamatórios que apresentem eficácia e menos efeitos adversos. A morina, um flavonoide que apresenta atividade antioxidante e anti-inflamatória, é considerada uma substância promissora para o desenvolvimento de novos medicamentos. No entanto, a morina apresenta baixa solubilidade em água, que implica diretamente na sua absorção e biodisponibilidade oral, limitando seus efeitos farmacológicos. Uma das alternativas para melhorar as propriedades físicas, químicas e farmacológicas da morina é a complexação com ciclodextrinas. Diante do exposto, o objetivo desse trabalho foi desenvolver o complexo de inclusão da morina com hidroxipropil-β-ciclodextrina (complexo Mo/HP-β-CD) e avaliar a biodisponibilidade oral e o efeito anti-inflamatório. Inicialmente, realizou-se um estudo de solubilidade de fases, o qual, demonstrou que a HP-β-CD seria adequada para complexar a morina. Em seguida, preparou-se o complexo Mo/HP-β-CD pelo método de liofilização. A complexação da morina foi evidenciada pelas técnicas de DSC, DRX, MEV e RMN-1H. O estudo de dissolução in vitro confirmou que o complexo Mo/HP-β-CD aumentou a solubilidade e a velocidade de dissolução da morina. A citotoxicidade do complexo foi investigada em células de macrófagos. Esse ensaio demonstrou que o complexo Mo/HP-β-CD aumentou a capacidade da morina em manter a viabilidade celular. Ademais, através do ensaio de Het-Cam, sugere-se que o complexo não provoca irritação no tecido subcutâneo ou nas mucosas envolvidas na absorção. A biodisponibilidade oral da morina complexada com HP-β-CD e da morina livre foi avaliada através de um estudo farmacocinético pré-clínico em ratos. A morina complexada apresentou biodisponibilidade oral 4,20 vezes maior que a morina livre, com a melhora dos parâmetros farmacocinéticos. A atividade anti￾inflamatória do complexo Mo/HP-β-CD e da morina livre foi avaliada pelo ensaio de pleurisia induzida por carragenina em camundongos. O complexo e a morina livre demonstraram efeito anti-inflamatório devido à diminuição da migração leucocitária e dos níveis de TNF-α. Além disso, apresentaram efeito anti-hiperalgésico para o tratamento da dor de origem inflamatória, que foi avaliado pelo ensaio de hiperalsegia mecânica induzida por carragenina. É importante ressaltar, que o complexo obteve maior potencial terapêutico, pois apresentou efeitos significativos em menor dose, uma vez que, a quantidade de morina no complexo foi 6 vezes menor que a morina livre. Portanto, o complexo Mo/HP-β-CD melhorou a solubilidade, dissolução, biodisponibilidade oral e os efeitos anti-inflamatórios da morina, demonstrando seu potencial para o desenvolvimento de produtos farmacêuticos para futuras aplicações clínicas


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2445308 - ADRIANO ANTUNES DE SOUZA ARAUJO
Externo à Instituição - ALESSANDRA SILVA RABELO
Externo à Instituição - DANILO CESAR GALINDO BEDOR
Interno - 1334092 - FRANCILENE AMARAL DA SILVA
Interno - 2337777 - ROGERIA DE SOUZA NUNES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r14897-f22248cd05