UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 07 de Fevereiro de 2023

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


PPGCN

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS NATURAIS

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

Notícias

Banca de DEFESA: KELIANNE CAROLINA TARGINO DE ARAÚJO
02/02/2023 13:47


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KELIANNE CAROLINA TARGINO DE ARAÚJO
DATA: 28/02/2023
HORA: 08:30
LOCAL: NIPPEC
TÍTULO: Impactos causados pela exótica invasora Megathyrsus maximus (Jacq.) B.K.Simon & S.W.L.Jacobs (Poaceae) sobre a vegetação da Mata Atlântica e sobre culturas agrícolas
PALAVRAS-CHAVES: Invasão biológica; Impactos ambientais; Alelopatia.
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A introdução de espécies exóticas tem promovido a simplificação da biota nativa, alémde causar vários outros efeitos negativos sobre os ecossistemas naturais e antrópicos. Oprocesso responsável por causar esse problema é chamado de invasão biológica (IB).Dentre as espécies responsáveis por promover as IB, está a gramínea Megathyrsusmaximus (Jacq.) B.K.Simon & S.W.L.Jacobsm. Diante disso, o presente estudo tevecomo objetivo avaliar os impactos causados pela exótica invasora sobre a vegetaçãoautóctone da Mata Atlântica e sobre a germinação de culturas agrícolas. Para aavaliação de impactos foram plotadas 40 parcelas de 1m², sendo metade delas instaladasem ambientes invadidos por Megathyrsus maximus (AI) e a outra metade em ambientessem a presença da espécie (ANI). No interior dessas unidades amostrais todos osindivíduos de espécies herbáceas e semilenhosas foram contabilizados e com essesdados foram realizadas as análises estatísticas (composição, riqueza, diversidade ecomparações). Já para avaliar os efeitos de Megathyrsus maximus sobre a germinaçãode culturas agrícolas foram realizados testes de alelopatia. Para tanto, foram coletadasamostras da parte aérea da exótica invasora e após os procedimentos usuais, foramrealizadas as análises pertinentes (germinabilidade, índice de velocidade de germinação,tempo médio de germinação, coeficiente de uniformidade de germinação ecomparações). Foram amostrados 676 indivíduos distribuídos em 43 espécies no AI e943 indivíduos distribuídos em 94 espécies no ANI. Segundo as análises realizadas, acomposição específica, a riqueza taxonômica e a diversidade foram afetadas pelapresença de Megathyrsus maximus, assim como foram afetados os índices utilizados nosbioensaios de alelopatia. O conjunto de resultados obtidos indicam a necessidade decriação de políticas públicas que visem o controle da espécie M. maximus em todo oterritório nacional, principalmente em Unidades de Conservação e áreas produtivas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1715088 - JULIANO RICARDO FABRICANTE
Interno - 1881178 - MARCOS VINICIUS MEIADO
Externo à Instituição - VÊNIA CAMELO DE SOUZA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2023 - UFRN v3.5.16 -r18291-d8b5d91c4a